Massacre de garimpeiros por índios e o Dia Nacional da Impunidade

20/04/2004 por 
São 35 trabalhadores do garimpo mortos por índios, no Norte do Brasil. A Região, infestada de estrangeiros de vários matizes, que se infiltram entre índios e comunidades fantasiados de missionários, cientistas e até de repórteres, está cada vez mais corrompida e manipulada por interesses prejudiciais ao nosso País.

Na falta de comando, há anos o Brasil só faz politicagem, sem projeto algum. Vale quem pode mais e quem tem mais bala na agulha, literalmente. Pior é a cara de pau. O presidente da Funai declarou que os índios apenas defenderam suas terras. O que abre exceção para fazendeiros com relação ao MST.

Resultado de imagem para indios cinta larga matam garimpeiros
Em algum lugar sério e solidário, 7 de abril deveria entrar para o calendário  como o Dia Nacional da Impunidade.

Garimpeiros denunciam funcionários da Funai por tráfico de diamantes e incentivo ao massacre. O Governo acha que não é com ele e, como sempre, não toma providência alguma. Deixa a abóbora alastrar. E até a casa da mãe Joana é mais organizada.

Uma Nação que permite que índios e invasores sejam imputáveis ou seja, não sofram as penalidades da Lei, quer mesmo é ver o circo pegar fogo. Os índios assassinos são Cintas Largas, seus incentivadores, sem dúvida, costas largas. COMENTÁRIO – 20.04.04

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s