Tantos passos para a perdição, nenhum para a rendenção

É impressionante como as preocupações para com os direitos humanos são tão refinadas, éticas, criteriosas e ágeis quando se trata de beneficiar facínoras de todas as estirpes, canalhas, assassinos, estupradores, seqüestradores e tantos que provocam tantas dores, e tão lenta, desdenhada, desprezada e negligente para punir, e para proteger à grande maioria ordeira, honesta e trabalhadora.
É perturbador perceber como se dá tantos passos para a perdição, para o desrespeito, para a devassidão e o incentivo ao crime, e tão poucos para a valorização e proteção da vida.
direitoSem título
Assusta e comove o tamanho desprezo pela dor alheia por aqueles cuja função é a de assegurar, realmente, o principio real de justiça: de igualdade proporcional; um princípio de sabedoria que deveria ser utilizado pelo Governo Federal e principalmente pelo Superior Tribunal Federal.
No caso dos crimes hediondos, se o que se procura é ser justo, o que se encontra é uma total injustiça com as vítimas e seus familiares. COMENTÁRIO – 10.03.2006

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s