O Plano de Promoção LGBT ou o infame Kit Gay do desgoverno petê/globo

15/05/2011 por blogdojua Deixe um comentário

Governo prepara cartilha escolar de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT. Para muitos é apologia ao homossexualismo voltada para o ser inocente e ainda em formação…

…todos os padrões se aviltam por um aumento de vulgaridade. Os hábitos também baixam de nível, porque não há quem lhes mostre coisa melhor…

Depois da cartilha de como ser prostituta, ensinando técnicas, abordagem e até a cativar o cliente, do Ministério do Trabalho ou a consumir drogas e posições para o coito, do Ministério da Saúde, esta maravilhosa coisa que se dá o nome de governo vai, agora, distribuir cartilha às crianças com o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT.

Os críticos, ‘retrógrados’ que não enxergam os novos tempos, a modernidade, a evolução do ser humano, vêem a tal cartilha como um autêntico kit gay, um guia prático para transformar nossa juventude em transviados, desviados, com cérebros anuviados, em viados e viadas.

Resultado de imagem para kit gay
Cartilha petê\rede globo com incentivos da tucanada de fhc

São uns caluniadores, esses críticos. Avistam anormalidade nisso. Anormal é ser fêmea e é ser macho, claro. É ser este conceito antigo de ser heterossexual. Achar que o projeto que começou, de fato, na década de 1980, no Brasil encabeçado pela Rede Globo, é orquestrado, tem um porque e o principal alvo as crianças? Absurdo! Insensíveis! Blasfemam espalhando que no inconsciente, que não dominamos, é onde instalam o que bem entendem e, paulatinamente, sugestionam o indivíduo, sobretudo os mais jovens. Que desconhecimento!

Claro que a Globo não faz parte do esquema que, das trevas, orquestra e já está alcançando, um governo único mundial. Uma tirania universal e que leis e cartilhas como essas não fazem parte da trama de inversão de valores, de contrariar ordem e a natureza. Não foi Voltaire quem disse não poder ser possível, não é da natureza humana, elaborar uma lei que contradiz e ultraja a natureza. Lei que aniquilaria o gênero humano se fosse literalmente observada?

Acreditar nisso? Que ridículo! Deus me livre! Claro que a imprensa não é orquestrada, manipulada, financiada e comandada por seres estranhos vindos das trevas do poder econômico e militar mundial. Óbvio que não. Nem de longe é possível pensar que as mensagens implícitas e explícitas das novelas, dos telejornais, nos programas de auditório, dos programas infantis, das paradas de sucesso, nos jornais, são comprometidos com o desvirtuamento, com a destruição da família, do cristianismo… Malvadeza pura!

Resultado de imagem para kit gay

Não crer que esta maravilha, supra-sumo do bom senso e que alardeia-se, orgulhosamente, governo é independente, que seus ocupantes lá não se encontram pelo belo discurso e pelas maravilhosas intenções é uma enorme heresia. Evidente que o governo não está comprometido com um poder maior… É lógico que não enganou nem ludibriou os incautos na conquista dos votos. É um autêntico pupilo de Leibinitz e, igualmente, constrói o melhor dos mundos.

Por isso mesmo pode-se acreditar piamente que os magnânimos governantes elaboram, aprovam e implantam essas leis em benefício do ser humano. Por um Brasil melhor. Por um País eternamente do futuro. (nem que seja de proveta). E os maldizentes insistem que essas elevadas iniciativas são propositais, caso pensado e obedientes a uma orquestração mundial com a finalidade de moldar nossas crianças, de induzir a nossa juventude. Que contra-senso!

Esses antidemocráticos, essas mentes doentias, atrasadas, medíocres enxergam respeitáveis organismos, como a ONU e seus penduricalhos como a UNICEF, Banco Mundial, FMI, apenas como cães de guarda, como maestros dessas paulatinas alterações do comportamento humano e que esse transforma-se em rebanho de passivos viadinhos, digo, carneirinhos. Que disparate!

Esses mentecaptos antidemocráticos não são capazes de perceber que o grande sonho da família brasileira é ter um filho ou filha gay e, se não conseguir por vias naturais, congênitas, o governo, benfeitor e no alto de sua magnanimidade, agora vai formá-los nas escolas, na mais tenra idade, na sua formação mental, espiritual, sexual. E depois, as benemerentes autoridades preparam leis especiais, proteção especial tudo especial para os que julgam ser mais especiais ainda.

Mal sabem esses eternos descontentes o sacrifício do Governo para alcançar a plenitude, a perfeição, a excelência na arte de governar e de bem conduzir uma Nação. Não reconhecem o esforço de abnegados como o Dr, André Lázaro, então Secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC que, em 23 de setembro de 2010, defendeu as teses fundamentalistas do homossexualismo perante os seríssimos parlamentares. E lá ele disse, em alto e bom som, que para concluír, construír e estabelecer o melhor para as nossas crianças, para a educação brasileira sacrificou-se pois, em  “…um dos filmes tinha o beijo lésbico na boca e a gente ficou uns 3 meses discutindo até aonde entrava a língua”. Como não reconhecer esse esforço, essa magnanimidade ímpar que visa tão somente educar nossa juventude, alunos e alunas do 1º Grau. Que ingratidão!

Resultado de imagem para kit gay

Claro que não se deve levar em consideração esses apocalípticos que não enxergam o lado bom. Não são democráticos. Ser democrático é aceitar tudo que se empurra goela abaixo. É ser passivo. É fazer parte do rebanho. É ser um veado, digo, um carneiro de Panurgo. Isso sim é ser cidadão do bem. É praticar a cidadania defendida galhardamente pelos nossos bravos, airosos, esteio do bom senso, fiadores da ética e da moral do País, os meios de comunicação.

Os antidemocráticos que insistem em ter opinião própria, indo contra a corrente, reconhecem, pelo menos, que o plano é exitoso e que o mundo já assentiu. Não luta, aceita as imposições, a nova ordem. Capitulou-se à escravidão, ou melhor, à verdadeira purpúrea paz que tanto almejamos.

Esses antidemocráticos não passam de uns meãos, imbecis que teimam em contrariar os novos tempos. A ordem imposta. Tivessem eles o mínimo de senso. O mínimo de responsabilidade. O mínimo de respeito para com a evolução, aceitariam, como a maioria, de bom grado e prosternariam-se aos pés dos magnânimos elaboradores desta maravilhosa cartilha educativa e altamente instrutiva para a nossa juventude: o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT e mandariam para o fogo do inferno esta afronta que tem a petulância de chamar de abuso nossos avanços educacionais e ainda por cima ofendê-lo em dignidade e honra, tratando-o de kit Gay. Blasfêmia…!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s