Mais uma prova da criminosa picaretagem do outubro rosa

Desgoverno restringe mamografia a pequena faixa etária e em apenas um dos seios

  No lugar de ser bengala, desgoverno é o abismo. ‘Autoridades’, mídia e outras enganações ajudam a empurrar

Não raro, instituições públicas são utilizadas pelos seus usurpadores – Congresso Nacional, palácios, prefeituras – como palco para a hipocrisia explícita, onde o teatro dos horrores encena a burlesca – não fosse trágica –  vitupérios como o do OUTUBRO ROSA.

Não bastasse, instituições privadas, universidades em especial, fazem o mesmo, tirando o seu quinhão na exploração da fé pública e na desinformação geral de toda a nação.

Outubro rosa nada tem a ver com a cura. E, sim, com a doença, sua mina de ouro e fonte da corrupção desenfreada.

Um exemplo dessa maldade, a Universidade do Norte de Minas. Coincidentemente, seus donos são ex-deputado, casado com médica e deputada e atual prefeito de Montes Claros, sede da instituição de ensino. Em outras palavras, nada esclarecem. Apenas ajudam a emburrecer mais ainda as pessoas. Pior, as obrigam a participar de suas canalhices.

Embora a incidência do câncer de mama tenha crescido quase 50% nos últimos 10 anos, coincidindo com o alastramento do engodo caça-níquel do outubro rosa, o desgoverno, por meio de algum pandilha embusteiro de plantão no Ministério da Saúde, baixou Portaria RESTRINGINDO a mamografia na rede pública e, pior ainda, permitindo o exame em apenas um dos seios. Chamado exame unilateral.

Desde o início de 2013, por desonra e desgraça de uma tal dilma rousseff, o acesso aos exames de prevenção ao câncer de mama dentro da rede pública está restrito à faixa etária de 50 a 69 anos.

E não é só. A Portaria nº 1.253/13 estabelece procedimento pela metade. Apenas a meia mamografia, denominada unilateral, método ineficiente e ineficaz para a prevenção do câncer de mama.

A mamografia é um exame que exige a comparação das duas mamas. Com a restrição criminosa, o desgoverno interpreta ao contrário, que é possível realizar a mamografia unilateral. O resto, ele engana com fitinhas rosas.

Mas não há como selecionar um dos lados a examinar sendo que a lesão procurada muitas vezes não é palpável. É inadmissível esperar de que o tumor cresça para se examinar a mama com maior chance de câncer. Mas é isso que os propagadores da fitinha rosa fazem.

A medicina já comprovou. A mamografia nos dois seios, que dilma e seus comparsas cortaram, reduziria pela metade o número de vítimas.

Está claro, portanto, que não se trata de cuidar da saúde de absolutamente ninguém. Ao contrário, esses picaretas querem é a doença. Ela, sim, é que dá lucro, no conluio Big Pharma desgovernantes ladrões.

O câncer de mama é a maior causa de morte por câncer em mulheres no Brasil e no mundo e a mamografia é o principal exame para detectá-lo precocemente. Mas o desgoverno não quer saber de prevenção. Isso não dá lucro nem propina para engordar as contas bancárias na Suíça ou em qualquer outro paraíso fiscal. Fitinhas rosas, sim.

Fossem responsáveis. Tivessem a mínima consideração, desgoverno, instituições privadas ou públicas, mídia e milhares de desavisados anônimos que espalham o engodo, exigiram maior e mais humana ação do desgoverno. E não saíram por aí ostentando ou exigindo que ufanem a criminosa picaretagem da FITINHA ROSA.

VEJA MAIS

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s