Agente só sabe bem aquilo que não entende

BlogdoJua = Comentário – 17.06.2004

Apartheid é uma palavra africana que significa separação, um sistema de discriminação racial que foi praticado na África do Sul a partir da vitória do partido nacionalista de Hertzog, em 1924. Durou por mais de setenta anos, separando brancos e negros, literalmente, em todos os sentidos.

Até recentemente havia cotas específicas para cada raça, incluindo os serviços básicos. Uma das idéias era um parlamento negro, um pardo e um branco.

Resultado de imagem para Riobaldo

A Apartheid sul-africana caiu, mas, ao que parece, o Brasil quer ressuscitá-la, criando cotas nas universidades e em outros setores para negros e pardos. Já se fala, também, em cotas candidatos a deputados, senadores, vereadores, assim como já existe uma específica para mulheres.

Em nome da igualdade, instalam o racismo. Caminho que, infelizmente, o Brasil está trilhando.

Beber, pode. Por enquanto.

BlogdoJua = Comentário – 18.05.2004

O qüiproquó criado pela reportagem de jornal dos EEUU, que levantou a suspeita de que o Brasil estaria sendo prejudicado por suposta dependência etílica do presidente Lula, traz de volta a polêmica sobre a liberalidade na venda e consumo do álcool.

Enquanto se concentram as restrições apenas ao cigarro, incentiva-se a fabricação da bebida, vendida e propagada sem nenhum limite, dia e noite, em qualquer parte do País.

Resultado de imagem para lula bebado jornal americano

A bebida alcoólica – dispensa-se até mesmo complicadas pesquisas -, é a responsável pela maioria absoluta das ocorrências policiais, brigas, mortes e acidentes, direta e indiretamente.

Ainda assim, a lei e as autoridades são complacentes, não impondo limites ao consumo. Ao contrário, estimulam seu uso, quando não com recursos públicos, com os maus hábitos do agente público número um. Doses duplas de hipocrisia e irresponsabilidade. Sem gelo!  

Agente só sabe bem aquilo que não entende

BlogdoJua = Comentário – 18.06.2004

Em Grande Sertão: Veredas, obra mestra da brasilidade, de João Guimarães Rosa, Riobaldo filosofa:

…Medo de errar sempre tive. Medo de errar é que é a minha paciência…

E Lula, pelo que se vê, não leu Guimarães Rosa e nem imagina Riobaldo. Não tem esperança e optou pelo medo, bem ao contrário do que apregoou para ludibriar a Nação. Lula não tem vontade e muito menos projeto político. Nem um plano para o desenvolvimento nacional. Como ele mesmo disse, a vida o fez mudar.

O poder o fez mudar muito mais. Nem de longe lembra o destemido líder trabalhista. E, como também nos diz Guimarães, no mesmo livro, A gente só sabe bem aquilo que não entende. 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s