Holandês na Justiça pra reduzir a idade

Argumentos são perfeitos diante da lambança que fazem com a humanidade

“Pode-se mudar de nome. Pode-se mudar de sexo. Por que não de idade, a que mais sofre discriminalçao?”


Nascido em 11 de março de 1949, 69 anos, portanto, o holandês Emile Ratelband acionou a Justiça de seu país pedindo para reduzir a sua idade em 20 anos, para 49, principalmente pelo fato de não ter oportunidade de trabalho devido a sua idade.

Ele apresentou pedido há algum tempo, para que a sua data de nascimento fosse alterada oficialmente para 11 de março de 1969, o que lhe foi negado pelos órgãos competentes.

Na sequência dessa decisão judicial, Ratelban deu entrada, agora, com uma ação legal em tribunal superior, contra o Governo holandês, alegando que, se o Estado permite a qualquer cidadão alterar o seu nome ou o sexo, então também lhe deveria ser autorizada a mudança de idade, declarou Ratelband, acrescentando: “Fiz exames e o que é que eles revelam? Que a minha idade biológica corresponde aos 45 anos”, garante o pensionista.

Idade é a mais discriminada entre as questões humanas

holanda Sem título
Aos 69 anos, Emile Ratelband quer mudar de idade, a exemplos dos nomes e do sexo. ANP

As motivações para a mudança são as “discriminações” que sofrem os idosos, tanto em nível profissional quanto pessoal. “Com 69 anos, estou limitado. Com 49 posso comprar uma casa nova, conduzir um carro diferente, arranjar mais trabalho”, explica. “Quando estou em algum site de namoro, e digo que tenho 69 anos, não recebo nenhuma resposta. Se digo que tenho 49, muda tudo.

Em tribunal, o juiz disse compreender o argumento de Ratelband que compara a mudança de idade à de gênero, já que em tempos idos teria sido impensável. Contudo, explicou, o tribunal tem dificuldades em dar-lhe razão, já que ao permitir alterações de idade abriria espaço a vazios legais sobre o passado dos cidadãos. Sem a existência legal de Ratelband entre 1949 e 1969, o que fazer a esses anos de sua vida e de todos os que conviveu, viveu, interagiu? “Quem é que os seus pais tomavam conta quando criança? Quem era esse rapazinho?”, questionou o juiz.

O tribunal tomará uma decisão final sobre o caso dentro de um mês.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s